terça-feira, 26 de abril de 2011

Entre verduras e legumes...

Imagem google


Sábado - 23h40, no meio do feriado, Maria Eduarda dormindo como um anjinho, e eu a caminho do mercado. Após varias tentativas frustradas de ir na feira resolvi assumir meu lado preguiça e fazer as compras das frutas, legumes e verduras no mercado mesmo, ou no hortifruti, mas sábado aquela hora só me restou o mercado 24h do Sr. Abílio mesmo, aqui na rua... (e aquele papo de quando minha filha fosse comer papinha salgada eu iria na feira, só coisas fresquinhas – no mercado tem coisas fresquinhas - e bláblá fica para mãe perfeita de antes de ser mãe)

Cheguei no mercado e lá fui eu me aventurar na parte da “feira”, vou deixar claro que eu não sei escolher as coisas, fruta quem escolhe é meu marido quando ele vai junto ou ele passa para comprar só as frutas, o básico (leia-se, tomate, alface, brócolis, couve-flor e agrião eu até sei escolher, mesmo assim não é fácil).

Com a listinha na mão fui me aventurando...

Cenoura, essa até que foi fácil, escolhi, apertei, mais laranjinha...Ok, Batata é só pegar o saquinho fechado e escolhido pelo mercado, ok, mandioquinha idem, Chuchu, e cadê o saquinho pronto? Vixe, não tem, lascou! Fiquei meia hora escolhendo e no final peguei 2, sem saber se tava bom... Beterraba, lascou, sem saquinho de novo, apertei (tudo eu aperto, notou? ), tudo com cara de suja, não sabia nem fingir, olhei pro lado e fui copiando (sim, apesar do horário tinha gente na mesma situação que eu), peguei 2. Abobrinha, ufa essa tinha saquinho pronto, ok.

Cheguei em casa, quase duas horas depois e com meia dúzia de coisas e banana (separadas pelo mercado também), fui descascar tudo e fazer as papinhas para a semana (tarefa que durou até 4 da matina).

Como se descasca chuchu? Foi igual batata, depois com a mão uma nhaca e “ressecada” fui descobrir que ele tinha que ser descascado embaixo de água (informação colhida em fonte segura, minha mãe), hoje depois de 2 dias que finalmente saiu tudo da minha mão... Mandioquinha também deixa a mão um pouco escura – Diz minha tia, Ah notei... Ah abobrinha achei fácil de descascar. Você comprou a italiana, diz novamente minha tia. Ah??? Tem mais de um tipo de Abobrinha??? Eu indignada. E assim peguei umas diquinhas com minha tia e minha mãe, em pleno domingo de páscoa....

Conclusão, fiz dois tipos de papinhas para Maricota:

- Batata, chuchu e abobrinha – ela amou essa, chorou quando acabou, e hoje já comeu uma pratada (de criança )

- Beterraba, cenoura e mandioquinha – ela comeu, mas não amou, comeu menos

Os legumes e verduras foram cozinhados, e água que cozinhei aproveitei para amassar tudo, com garfo, trabalhinho... Separei tudo em potinhos já nas porções e congelei (6 potinhos).

Entre dedos cortados, bagunça geral na cozinha e novas descobertas no mundo dos legumes e verduras salvaram se todos, e Maricota gostou da minha papinha, o que realmente importa (mas ainda bem que marido gosta mesmo é do básico arroz e feijão, e esse eu sei fazer, RS)

Final de semana que vem tem mais aventuras, mas agora sei descascar o chuchu, e to cheia de dicas... O problema vai ser quando a “pedi” liberar o músculo, o fígado...

3 comentários:

Cyy disse...

kkkkkk sempre me divirto com seus posts!! COM QTS MESES a Duda passou a comer papinha d3e frutas?? e era so a fruta ou tva misturada??
bjuuu

Andrea Fregnani disse...

Karina, eu adoro cozinhar, e sempre penso que não é pq é mulher que tem que gostar, fico aqui imaginando quem não gosta e consequentemente não sabe cozinhar, como faz com as papinhas, faz né, pq mãe aprende até a cozinhar pros filhos ;)
mais uma dica dentre as que vc anda recebendo:
repara bem se os legumes estão com brilho, são os melhores, sem machucadinhos, ou foscos.
bjs

Doce Espera disse...

rsrsrsrs
Amei a dica do chuchu!!!

Bjocas