terça-feira, 23 de novembro de 2010

Relato do Parto

Senta, que o post é longo... rs

Demoro mas ta aqui...não reparem os erros e algumas faltas de acento e concordância (meu marido que não leia isso, ele briga comigo...hahahhaha), escrevi esse post entre sonecas da Duda, entre uma ou outra lavada de roupa ou preparo de almoço...rs E não vou conseguir ler de novo para revisar, por que logo ela acorda para mamar...rs!

Chega de papo, vamos para os fatos: ( to com a sensação que esqueci algumas coisas...rs)

Na verdade, acho eu, que tudo começou no final de semana eu andei muito, fui ver as últimas coisas para a Duda, senti uma dor de cabeça e tive contrações de 1h em 1h e depois de 40m em 40m, como estava muito cansada achei melhor ir para casa tomar um banho e descansar, caso não melhorasse íamos para a maternidade, melhorou, eu dormi e desencanei, as contrações também melhoraram...

Meu marido foi trabalhar na segunda repetindo mil vezes para qualquer coisa eu ligar para ele, mas como minha mãe já tinha combinado de vir para ficar dois dias em casa me ajudando a colocar as coisas em ordem (leia-se, limpar o apartamento) ele ficou mais tranquilo. Minha mãe chegou umas 16h30, tomamos um café e ela começou a fazer as coisas, eu tava organizando umas coisas no quarto da Dudinha e ela na varanda... sentei para ficar papeando e percebi que tava com a perna meio molhada, mas como tava um mega calor desencanei de novo... e eu secava e nada, resolvi checar melhor o que era e pelo cheiro e tudo vi que poderia ser o liquido aminiotico que tava vazando ( como na ultima ultra meu liquido não tava lá muito alto fiquei preocupada), falei com minha mãe e ela achou melhor ir para maternidade só para ver se estava tudo bem mesmo, liguei pro Dri e expliquei o que tinha acontecido e disse que ele não precisava sair do trabalho correndo, em menos de 15 minutos ele tava em casa ( detalhe 15 minutos a gente gasta só na rua para chegar em casa).

Lá fomos nos para a maternidade, avisei minha mãe que na volta passaríamos na pizzaria para pegar uma pizza, a essa altura já tava morta de fome, mas queria resolver logo e voltar para casa descansar, estava com a certeza que só iriamos checar as coisas...

Chegamos na maternidade e parece que todas gravidas resolveram passar por lá, tava lotada, o moço da recepção disse que demoraria (nem precisava dizer), era mudança de lua pensei que pudesse ter a ver, mas aí me toquei que já tinha virado no final de semana, ai me toquei de novo de tudo que tinha sentido no final de semana, sinal?

Fomos atendidos 22h, a essa altura eu já sonhando com uma pizza, expliquei para enfermeira o que tinha e tal, veio a médica plantonista, examinou e realmente estava vazando liquido, fez o toque e para minha surpresa estava com 3 de dilatação ( na consulta de quinta estava com 1), estava com contração ( e como assim não tava sentindo nada???) ela era super simpática, ficamos conversando, meu marido sentadinho do lado parecia já prever ela vira e fala - " Vou ligar pro seu médico e internar!" Ahhhh agora? mas não trouxe nada ( detalhe tinhamos tirado tudo do carro nesse mesmo dia de manhã), sim ela ligou para meu GO que disse para internar e avisar quando tivesse mais avançado.

Lá foi o Dri cuidar da papelada da internação enquanto a enfermeira me colocava a camisolinha linda e eu achando tudo aquilo um pouco precipitado, já que não estava sentindo nada. Quando aparecem com uma cadeira de roda - Pra mim?? Sim. Mas posso ir andando?? Não. Pronto nessa hora vi que minha pizza já era mesmo e era a hora ( tava morrendo de fome mesmo, por isso não parava de pensar na pizza).

Chega o Dri, internação efetuada com sucesso, rs, como a maternidade tava bombando não tinha quarto disponível, só no outro dia 12h, mas como íamos para a sala de pré parto não vimos problema. Ligamos para minha mãe, ela ficou mais nervosa que eu, disseram que o Dri não podia sair para pegar as malas, que em meia hora poderia nascer (imagina minha cara) então pedimos para ela levar as malas, e lá foi ela chamar minha tia (minha mãe não sabia chegar na maternidade, isso que eu nasci na mesma maternidade,rs), as duas chegaram e e nos já estavamos na salinha de pré parto, eu com a camisola o Dri com a roupa toda, e eu já inquieta estava andando no corredor, vi minha mãe e minha tia e a enfermeira deixou eu ficar conversando com elas na porta um pouquinho, elas foram embora e nossa jornada só tinha começado...

Madrugada a fora, nenhuma evolução, eu deitada numa maca dura e o Dri todo torto numa cadeira, eu não sentia dor nenhuma e já tava verde de fome, graças consegui convencer uma enfermeira a me dar uma lanche, na verdade ela viu que tava tudo na mesma e viu que a coisa ia demorar...

9h da manhã tudo na mesma, eu e o Dri já caçando meu médico, exaustos, a essa altura já recebendo mensagens de parabéns pela filha ( mandamos msg para todos crente que nasceria naquela meia hora prevista da enfermeira), entra a enfermeira e tudo na mesma 3 de dilatação e agora sem contração, ahhh como asim? Eis que chega meu médico, com toda paciência, calmo que só ele, pede para fazer o exame de novo ( a essa altura eu já não aguentava mais exame de toque) e PIMBA tinha aumentado 1 de dilatação, agora eram 4...uhhh ele pediu que induzisse com soro, e lá foi um pré parto achar minha veia para colocar as agulhas, aí vem banho quente, exercício na bola, caminhada... a enfermeira já pasma que eu não sentia a contração, me explicou como era a dor ( como se eu não fosse sentir se estivesse com dor) e eu nada de sentir, começamos a medir pelo aparelho e pela barriga mais durinha... Eis que 5 de dilatação e 14h, já tava quebrada na maca...

A enfermeira concluiu que eu (ela disse que isso é raro) não sentia dor nas contrações, foi avisar o meu médico da evolução, eu de bisbilhoteira fui até a porta e vi ele com a roupinha de cirurgia já, voltei para sala e falei com o Dri quase sem respirar, tava nervosa, a ficha caiu (demorou, né?)

Entra o médico e a enfermeira, eles acham melhor estourar a bolsa, a essa altura era 6 apertado de dilatação (palavras da Angélica, a enfermeira) e ao estourar a bolsa ( não doeu, acho que é mais a aflição daquela agulha de croche em você) não saiu quase nada, mas nada mesmo de liquido, o médico achou melhor preparar a sala de parto, era 14h30, já que não sabiamos a quanto tempo a bolsa estava sem liquido, ou com pouco...enfim, na real a essa altura eu já tava cansada, mais ansiosa que tudo e não ia ficar ali brigando por um parto normal ( mesmo por que eu sempre disse que normal ou cesaria na hora quem ia saber era a Duda, para mim não tinha um melhor), pronto, o Dri avisa minha mãe que agora vai e ela tratou de avisar o restante ( que a essa altura, fui descobrir depois, já estavam todos na maternidade). Olhei para o Dri e disse - Agora to tensa. Ele me acalmou, ou tentou...

Fui para sala de parto (de novo com cadeira de roda) e o anestesista veio conversar comigo, estava parecendo criança olhando tudo com os olhinhos de um lado para o outro e só me lembro do anestesista dizendo - Olha, provavelmente você vai sentir nauseas e vai vomitar já que não esta 4 horas de jejum ( as enfermeiras ficaram com dó e me deram uma sopinha...hahaha), qualquer coisa que você sentir de estranho me avisa ( quase avisei na hora, já que nada daquilo me era familiar...rs).

A anestesia foi tranquila (tirando que tenho pavor de agulha, mas aquela altura com agulha espetada na mão, o que era uma agulhada na coluna que eu nem ia ver?), tomei uma local e depois a raque (acho que foi isso), eu não gosto muito de ficar sabendo o que estão me dando e tal, acho que fico mais nervosa, o negócio é confiar no médico, no hospital e ter força...rs Confesso que tentei mexer minha perna (para garantir,rs) e o anestesista percebendo minha luta - Você ta tentando mexer alguma coisa? Sim, as pernas. E ta conseguindo? Não. Risadas e - ótimo!
Isso tudo que parece muito longo durou nem 10 minutos e já estavam me abrindo (literalmente) quando pensei se o Dri ia entrar e ia perguntar dele, ele surgiu, com uma cara de espanto depois de ohar para a parte que eu não podia ver...rs

Ele sentou do meu lado, perguntou se estava tudo bem, e eu desviando meu olhar daquelas luzes que ficam em cima da gente para não ver o reflexo de nada que não queria (leia-se sangue, bisturi, tesoura...) derepente sinto ( a sensação, por que tava anestesiada) minha barriga para lá, para cá, força, o médico dizendo que ela tava muito encaixada...aí aí, a médica me diz que ela já esta nascendo, eu ali na expectativa de um choro, a essa altura meu marido já estava do lado do médico vendo tudo de perto (ou quase), parecia que estava ali a horas olhava para o mega relógio que tinha do meu lado e vi que só passaram 3 minutos, quando fui dar uma respirada fundo ouço um choro, nem precisei perguntar por que minha pequena abriu o berreiro, chorou e chorou e chorou, ouvi a médica falando - Nossa, quanto cabelo! Pensei, ué mas não tive azia, que crendice isso de azia... quando dei por mim tava me contendo para não erguer a cabeça (ordens de não se mexer, não tirar o braço do lugar, nem nada) e o choro, não deu para segurar tava chorando, em segundos surge o Dri dizendo que ela era linda, que tava tudo bem, e eu perguntando -Mas ta tudo bem? Tá sim amor. - Tá tudo bem? Tá sim - Tá mesmo? tá sim ( queria realmente me certificar).

Vai lá com ela, não sai do lado dela, e lá foi ele, voltando uns minutinhos (ou segundos) depois com a enfermeira e ela, pediram para eu conferir os nomes das pulseiras, conferi, confirmei com o Dri (para garantir), a enfermeira colocou ele em cima de mim, não sabia se mexia os braços ou não, mas ela me autorizou a mexer e lá fui eu abraçar minha pequena, toda encolhidinha, assustada, enchadinha, roxinha, mas o bebê mais lindo que eu já tinha visto e era minha filha, vários flashes, a enfermeira tirou fotinhos de nos 3, e logo levaram ela de mim :(, mas uma vez disse - Segue ela, pode me deixar aqui... Aí lembrei que nem perguntei o peso dela, a altura nada... mas tudo bem, eu vi e ouvi que ela estava bem...

Depois uma hora para me fecharem, sim por que decidiram fazer a cesaria 14h30, quando foi 14h45 estava sento anestesiada, 14h54 ela nasceu, e eu fiquei até 15h40 mais ou menos lá para eles deixarem tudo em ordem ( sim tinha mesmo um relógio do meu lado), no final, ouço - Tem coisa a menos aí? Não. E a mais? ( risadinhas dos médicos, não minha), me disseram que estava tudo bem e que eu ia para sala de recuperação da anestesia, foi aí que meu médico foi passar tudo para uma agenda e soube tudo da minha filhota:

Peso: 3,160 kg
Altura: 46 cm
Apgar: 9 / 10

Aí sim respirei aliviada, deu tudo certo... uma nova fase ia começar na minha vida, tava tranquila e realizada!

Na sala de recuperação quase arranquei a pele do meu rosto e meu olho de tanto coçar, reação da morfina, não consegui descansar nada. Depois de uma hora, ainda sem sentir as pernas (só um pouco da esquerda) fui para o quarto e lá estava o Dri, já com tudo arrumado e me esperando, perguntei da pequena e ela viria depois de realizar todos exames no berçario, falei da minha coceira (não que precisava, por que tava com o rosto todo vermelho de coçar) e eles ligaram para meu médico que receitou uma injeção, me deram e passou na hora. Pronto agora sim, não tava sentindo as pernas ainda mais em uma hora elas foram voltando, só estava muito cansada, mas sem dor...

A galera que estava lá embaixo acompanhando minha pequena no berçario subiu, família, amigos e logo trouxeram a coisa mais linda do mundo, a Dudinha, Maria Eduarda, minha filha...

Já escrevi demais, essa parte é pra outro post, senão ninguém vai ler nada ( será que alguém chegou até aqui?!...rs)

Gente, parabéns para as mamães que tiveram seus pequenos por agora também e tem algumas bloqueiras que ta chegando a hora heinnnnnn, aí aí gente da trabalho no começo viu, não vamos mentir, mas é a coisa mais gostosa do mundo, cada gesto, cada coisinha recompensa qualquer noite mal dormida!!!

Bjos meu e da Dudinha...!!

9 comentários:

Adriana Bandeira disse...

Sim, eu cheguei até o fim do seu post e iria até onde você tivesse vontade de escrever, pois como já disse, amo ler. Ainda mais quando o assunto muito me interessa. Conforme ia saboreando seu texto, eu também construí imagens como se eu estivesse lá.
Amiga, mas tu ficou em papo de aranha mesmo, hein? E o melhor de tudo é o final feliz!
PArabéns mais uma vez pelo tesouro, pela Dudinha!!!
Beijo na nova família!

Taly Watanabe disse...

kaaa...eu tb cheguei até o fim...e confesso que me deu vontade de reler novamente..que lindoooo..nossa minha imaginação foi looonge, muitoo longe...de imaginar que dentro de 25 dias estarei passando por isso...

Lindo, tudo lindooo o seu parto, me emocionei, que Deus abençoe grandemente vcs..parabens mamãe, parabens familia linda...

E vc viu o baita susto q levei..mas graças a deus esta tudo bem e foi apenas um susto né?
E eu acho q o caso do meu médico é como o seu mesmo...tenho fé q tudo dará certo..

Ele é mtoo bom, acredito q não será isso q atrapalhará né?

bjinhus pra vc e pra sua princesa

Than disse...

Ah mas é OBVIO q eu cheguei ate o final ne...rs...vc acvha q eu nao tava ansiosa por esse post???????????????rs
Ai menina, q delicia tudo.
Morro de medo, confesso, mas sei la, tudo é tão bem recompensado ne?
Sabe o q me da mais aflição???? Não mexer as pernas...rs
Mas se Deus quiser eu terei PN viu...rs...é o mais quero...rs

AMEI o relato Kaaaaaaaaaaa...amei amei amei!!
Bjooos

Lu disse...

Pracisa falar q eu chorei?

Essa espera (por um quarto, por dilatacao) é q deve ser um saco, né?

Mas já passou, olha ela ai, lindissima, do teu lado!

Beijos e beijo na bonequinha!

Mariza disse...

Até que enfim o post heim? Por que não escreveu mais? rsrsrs
Que bom que deu tudo certo!
Um beijo carinhoso e passa lá no Cantinho que tá rolando uma promoção da Bebêchila!
Mari
http://cantinhodoreiarthur.blogspot.com

Beca Bricio - Mulher que pariu disse...

Ah, claro que eu ia ler tudinho até o final! Aliás, o relato de parto é sempre bem esperado por todas nós!!

Deu tudo certo, a Dudinha é linda e cheia de saúde e você também está super bem e isso é o que importa!!

um bjãoooooooooo

Jéssica Araújo - Gravidíssima disse...

Ownn que coisa mais linda! Tomara que chegue logo a minha vez! Beijo

Julia disse...

Flor, eu li o relato todinho sim senhora, e que emoção heim?
Adoro relatos de parto, sempre espero por eles quand o bebe nasce, acho super emocionante, achei o seu lindo, vc estava calma, e isso é super legal, acho que no dia do meu vou ficar doida de ansiedade!
Gostei da sua descrição sobre que aocntecia, hehehe.

O importante é que a Dudinha é linda, nasceu super bem, é mega amada e super saudavél‼

Bjos pra ti e pra sua princesinha

Juu e Yasmin

Maya disse...

Karina, que emoção!!!
Lendo seu post parecia que eu estava vivendo tudo aquilo.. lindo, lindo, lindo!
Mal posso esperar pela minha bonequinha!
Parabéns!!